In_maline

 

 

 

 

 

 

 

 

Festejando o Ano da Alemanha no Brasil,   damos inicio a Conexão com a Maline na Europa. Gostaríamos de ficar na moda, beleza, mas a realidade nos leva a um momento onde graves e agudos problemas eclodem na sociedade brasileira e tomam transcendência mundial.

Mas somente a sociedades e pessoas podem recuperar suas esperanças e viver em paz quando conseguem superar aquelas entraves e desvios políticos e de administração. Mas tudo convive e conforma realidades.

 

Anúncios

Tchê Gaúcho. Frances e Castelhano

Chez Philippe.

Reconhecido no Brasil todo pelas palavras e jeito de falar,
o gaúcho luze orgulhoso, vestimentas, cultura e hábitos
como o churrasco que o identificam com o Brasil e
pelo mundo.
Rio grande do Sul, tem uma universidade com curso
de asador; Toda uma história construída em torno a
vaca e o toro. Ao charque, frigorifico e ao couro.
A industria calçadista, a moda e gastronomia.
A trovadores, desde Teixeirinha até os atuais.
Mas muito pouco fala-se da origem do gaúcho
e da sua relação com o gado.
Espanhóis soltaram os primeiros animais na
região, hoje Uruguai. Neses campos naturais,
encontraram o Éden. Multiplicara-se por milhões.
Outros espanhóis os Jesuítas os trouxeram para
as missões. Assim as Vacarias, e nos sul a do mar.
Pois foi por esta, onde franceses, chagaram a procura
dos couros, e com ajuda dos índios e mestiços promoviam
carneadas gigantescas para extrair o couro e levar.
Numa dessas carneadas parece que o francês chamou a
um Chez gauche!
Todos os ginetes manejavam as rédeas com a mão esquerda,
eram canhotos. Gauche é canhoto em francês.
Alguém certamente sabia escrever.
GAUCHE
Então o CHE, Tchê do sul, virou ou outro, aquele.
Com maior incidência espanhola na vacaria do mar, índios
comunicando-se o che ele, o cho (yo=eu)
Ele é gauche eu gaúcho.
Conheça mais, de  como a França continua fazendo
da gastronomia de Porto Alegre cada vez mais
saborosa. Pagina 20 Inmagazine moinhos digital

 

Digital Actors,números que assustam.

O mundo digital não para de construir cifras, número que nem sabes expressar. Provavelmente passaram a ser expressados em formato de potencia , sei la 3x, apenas para sair de zeros e um. Projeções geométricas que passam a indicar relações com os chamados digital actors, esses como eu aqui, que recebo e compartilho com alguns, sem ter muito claro com quantos. Hoje uma agencia canadense, criou um video que se converteu em viral. Uma parodia do efeito clik da interatividade. Expressão que parametriza e mede, o relacionamento com o público digital actors.

No entanto, foram os dados sobre nossa recente publicação In magazine moinhos digital, os que já tinham provocado o sincero assombro.

221804 pontos de exposição. isto poderia ser comparado a bancas de jornais e revistas, onde os digital actors tomam contato com a capa da publicação. Porém quando selecionados os leitores que mais interessam, pela proximidade geográfica e regional, encontramos valores mais racionais, no entorno dos 1.200/ dia, com a particularidade de crescimento acima do 100%/dia.

Interessante, mas verificando um teste de aceitação, mediante e-marketing e valorização conforme metodologia qualitativa, deparamos com: a partir de 1/3 dos e-mails efetivamente abertos, o desdobramento em redes sociais (92% de propagação, sendo 4%no twitter e 3% no Facebook.  O fato concreto 12 a 5ª potencia, para expressar a projeção da quantidade de digital actors, perante os quais o assunto passou. 3% no smart ou tablet. Rsrs, de certo que devemos voltar a aprender a contar e fazer da álgebra nosso sistema.  De consolo, se os antigos egípcios e gregos já conseguiam realizar estes cálculos, hoje pelo menos estamos com a vida bem mais simplificada. Mas para os métricos e decimais, a mudança é bem concreta e assusta.

Será mesmo?

Tem uma esquina em Porto Alegre onde a vitrine faz um desfile de modas a cada semana. Quer conhecer onde se inspiram as mais charmosas? Clica aqui e  curte

Saiu Inmagazine moinhos digital – Gostou? curte

Av Independência – Porto Alegre

Desde o Encouraçado Butikin até o Bambu’s
atual. Cada um no seu tempo.
Hoje, mais relacionada como a rua das noivas, tradicional passagem obrigatória quando eventos e celebrações requerem vestimenta adequada. Mesmo que as manhãs continuem a apresentar os estudantes encerrando sua noitada.A tradição continua. O exponencial também. Referências do momento em que a Avenida Independência começa sua integração global como parte de uma Host City World Coup Fifa2014. A mulher no seu novo papel. Empresária,independente, mais elegante e charmosa como look habitual. Gerando tendências na moda.Exibindo a sua beleza e cuidados estéticos.Arte que chega até o ambiente onde trabalha e mora.

Arte global no sabor apurado das delicatessens que um Chef francês oferece. Imigrante que faz chegar a combinação de sabores e formas,
de cores e aromas. fazendo da gastronomia um momento sublime e único.
A tradição permanece.
Os estudantes continuam a amanhecer, voltando a casa.